Faz madrugada desse dia longo... faz.

Há horas que nada preenche e o tempo brinca de não passar...
Há horas que tudo passa rápido e o relógio imóvel marca 3h da tarde:
Roupas são lavadas, a casa é arrumada - cada azulejo delicadamente esfregado, todo pó tirado - o café passado cheira na cozinha... O banheiro transparece o rosto de touca e as mãos de luvas, o jantar embebeda o imóvel depois da louça do almoço lavada e  o lanche feito e degustado, a roupa já seca é passada, o jantar apreciado... Tudo limpo novamente.
E o relógio.
Marca 3h da tarde.
Só porque tu não estás aqui, mas
                                                                quando tu chegas,
                                                                                                        abro a porta.
                                                                                                                                    Em um beijo,
                                                                                                                                                                 é madrugada.


Minha ansiedade anseia por ti, em ciumento conflito  mantenho-a por perto.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sobre ser o teu amanhã perfeito, hoje.

Sobre resgate

E ai, qual vai ser?